home.png

Horário de Atendimento da Secretaria
 

2ª à 6ª das 8h às 20h
Sábado das 8h às 11h

Siga, curta ouça e compartilhe!

A importância da lição de casa do desenvolvimento intelectual




Nessa sentido, é bastante comum observar a “preguicinha” de realizar as atividades trazidas da escola. Por isso, o incentivo e o interesse da família são muito importantes. Além disso, a escola também precisa elaborar atividades desafiadoras. Desse modo, instiga as crianças e os adolescentes e colabora no processo de aprendizagem. Em alguns casos, o assunto traz um certo desconforto.



O processo de aprendizagem



Para os professores é um desafio pensar diariamente em lições de casa relevantes. Principalmente, que sejam adequadas e que realmente ajudem no aprendizado dos conteúdos programados.

Para os pais, trata-se de uma incógnita: muitas vezes, parece que há tarefa demais. Outras, de menos. Nesse sentido, fica a sensação de que é errado a criança precisar de ajuda para realizar a tarefa. Para os alunos, é difícil entender a importância da lição de casa. Por isso, pode gerar sentimentos conflituosos.

Há aqueles perfeccionistas, que não admitem o erro e que buscam fazer o que imaginam que o professor deseja ver. Por outro lado, outros fazem disso um pretexto para ter a presença e a atenção dos pais. No entanto, há os que se esquecem de fazer ou de levar a lição. Por fim, os que deixam sempre para mais tarde e acabam sem tempo. Mas, em muitos casos, a tarefa é tirada de letra, pois existe uma rotina estabelecida.



A importância da lição de casa



Em primeiro lugar, é fundamental entender a importância da lição de casa. Já que se trata de uma parte significativa do processo de aprendizagem escolar.

“Lição de casa – que prática é esta?”, as tarefas são “uma oportunidade de autoaprendizagem, autoconhecimento, de reflexão, de expressão e de crescimento pessoal do aluno”.

Para isto, “é preciso repensar duas crenças arraigadas: a de que a tarefa de casa tem como objetivo que o aluno aprenda o que foi trabalhado em classe, fazendo exercícios repetitivos e mecânicos; e a crença de que a obrigatoriedade da lição diária gera, por si só, a responsabilidade e o hábito de estudo”.



Trabalhar com atividades escolares criativas



As atividades devem ser criativas, dinâmicas, interessantes e desafiadoras. Só assim farão sentido para o aluno e despertarão, por meio do estímulo, o gosto pelo estudo e pela reflexão.





Despertando a consciência e o senso crítico



É o que faz as professoras da EBE Objetivo. As tarefas nunca são repetitivas e passam bem longe de exercícios de pergunta e resposta para memorização, “Procuro fazer meus alunos interpretarem o cotidiano que vivem”.

13 visualizações